Fale com a gente
31 9 9125 7234
Fale com a gente
31 9 9816 4424

Você sabia que os cavalos possuem olfato bastante desenvolvido?

Pois saiba, os equinos são seres que possuem os sentidos bastante aguçados, e um dos que mais se destacam é o olfato, pois não sofre interferência de fatores como barulho e luminosidade. Por isso, identificam, com facilidade, os odores a sua volta, mesmo que suaves.

Por meio dos cheiros que sentem, são capazes de identificar inúmeras situações, como a aproximação de predadores, a presença dos filhotes ou das mães, o cio das éguas, também o ambiente, as pessoas e os animais com os quais convivem diariamente.

Cavalos possuem memória olfativa. Uma vez detectado determinado cheiro, ele será sempre reconhecido pelo indivíduo, situação válida tanto para cheiros aprazíveis, quanto para indesejáveis.

Uma curiosidade é que os cavalos podem sentir o “cheiro” do medo, tanto em outros animais, quanto nas pessoas. Fator que interfere diretamente no comportamento adotado perante este ser.

O olfato influencia, ainda, no comportamento social da tropa, já que pelo cheiro os animais se identificam e realizam ritos de aproximação uns com os outros.

Outra atuação muito importante do olfato está intimamente ligada ao paladar, mais um sentido bastante eficiente, pois os cavalos distinguem, além dos sabores (amargo, doce, salgado e ácido), a textura dos alimentos, que só são ingeridos após criteriosa seleção realizada através do cheiro. Não por acaso, alimentos adocicados são aceitos na dieta com mais facilidade. Mas é importante ficar atento para não haver desbalanceamento dos minerais.

FONTE: ABCCMM

Compartilhe

deixe seu comentário